Descontrole - Como NÃO me acordar

Vou começar hoje uma tag chamada Descontrole. Quando alguma coisa me tirar muito do sério, eu vou postar nela :)

O primeiro post é Como NÃO me acordar. Eu não costumo acordar de mau humor, a não ser que eu tenha acordado de um jeito ruim. Se me acordar for realmente preciso, faça isso de forma sutil. Chame meu nome em voz baixa, não chegue gritando, nem batendo na porta, muito menos pulando em cima de mim ou puxando as minhas cobertas.

Conseguiu me acordar e eu não surtei, ótimo. Diga só o necessário e nada mais. Não gosto de conversar logo ao acordar. Dê-me meia hora, quarenta minutos, o tempo que você conseguir.

Odeio acordar com telefone tocando, também. Quando é celular, eu vejo pela bina, e dependendo de quem for, atendo. Mas se for número não conhecido ou alguém que eu sei que fala pelos cotovelos, aperto um botãozinho que silencia as chamadas e esqueço da vida. Agora, quando é o telefone de casa, abraça. Não atendo mesmo. Só às vezes que eu não aguento mais aquela porcaria berrando e vou atender. Tenho tias, tios, tias do meu pai, avós... Elas geralmente ligam para falar com meus pais, e se eles não estiverem, começam a conversar comigo. Como você tá, o que tá fazendo, tá sozinha, coitada! Por que as pessoas não dão os recados e desligam? Prolongar conversa ao telefone é chato, muito chato, ainda mais quando a pessoa não ligou especialmente para falar comigo. Eu não fico chateada, não, pode desligar. Aliás, vou até gostar mais da pessoa se ela desligar rapidinho.

[Edit] Lembrei de mais dois jeitos, graças à minha irmã (e isso não é um elogio). Não importa o horário em que eu esteja dormindo, ela simplesmente não respeita. Abre porta de armário, porta de banheiro, mexe em sacola, abre gaveta, tudo sem a menor discrição. Eu costumo ter sono pesado, mas quando a ogra chega no quarto, é quase certo que eu vá acordar. E nada feliz!

O outro jeito, ainda pior, é quando ela resolve falar ao celular. Ela conversa sem a menor cerimônia! Fala alto e ri, como se só ela existisse no mundo. Como eu falei, meu sono é pesado, mas quando ela começa com isso, é certeza absoluta que eu vá acordar. E bem nervosa! Antes eu ficava queita, botava os fones no ouvido e ligava a música, alta o suficiente para abafar a voz e as risadas dela (e tem que ser beeem alta). Agora, comecei a dar uns xiliques, surto com ela, peço para ela sair do quarto, falar mais baixo, sei lá.

Eu sempre tomei cuidado quando ela estava dormindo, tentava fazer menos barulho possível. Mas já comecei a desencanar, e se ela brigar, vou falar que é exatamente assim que ela faz comigo. A gente se dá bem, mas quando o assunto é esse, não dá.

[Edit2] Acordar com o meu despertador já não é legal. Acordar com o dos outros, então, me deixa LOUCA!!!!

5 comentários:

Raquel dos Anjos disse...
10 de junho de 2009 19:55

Olá
ai menina...acho que a pior coisa quando me acordam é quando chega alguem gritando..odeio levar aquele mega susto...
um super beijo pra ti
se cuida

http://novaflor.blogspot.com/

disse...
10 de junho de 2009 22:17

Amei o post, Carol.
Diferente de vc eu acordo mal humorada sempr. Não sei pq, mas é assim.
Gostei da nova tag, quero só ver o q vem pela frente.

Beijokas.

Dea アンドレア disse...
11 de junho de 2009 19:32

Eu acordo de super bom humor !!! As minhas irmas sao q nem vc .huahuahua

Evelyn Oliveira disse...
12 de junho de 2009 11:02

Eu ODEIO que me acordem, ou que não me deixem dormir...
kkkk
Bem dito.
Bj

Stephanie Pereira disse...
12 de junho de 2009 20:51

eu ri alto com teu post!!!
tambem odeio ser acordada e em semanas de tpm quase surto ndoaspjfposaf

bju flor